sobre bolotas

Escrevo esse texto literalmente “à sombra d’uma azinheira“, como na música “Grândola, Vila Morena“, já que a minha cozinha fica embaixo de um exemplar centenário dessa árvore, da espécie Quercus ilex, provedora anual de kilos de um fruto marrom chamado bolota. Antes de viver no Alentejo, eu já tinha ouvido falar em bolota (mais precisamente em bellota, […]